De olho no Neuromarketing

A Decisão pela compra

Neuromarketing

É uma área do marketing que se apoia na neurociência.

A pergunta principal é: O que ocorre na mente e que é determinante na decisão de compra de um produto ou serviço?

A resposta a essa pergunta vem através de ressonâncias magnéticas, encefalografias, avaliações oculares e do ritmo cardíaco.

Quando um produto é lançado no mercado, ele passa por pesquisas sobre cor, formato, pontos de venda. São inúmeros os detalhes a serem analisados.

Com o advento das redes sociais, lança-se “tudo” a qualquer hora.

O propósito é sempre o mesmo: venda.

Mas nem sempre ela acontece.

No marketing, tanto a falta como excesso de tentativas podem revelar um desequilíbrio no conteúdo.

A situação de pandemia e a restrição de mobilidade nos espaços públicos, interferiu na percepção sensorial das estratégias usadas nos ambientes físicos de vendas, como por exemplo, o marketing olfativo em lojas com aromas que estimulam à compra rápida.

Ale Smidts é a personalidade por trás do conceito de neuromarketing. Professor holandês de pesquisa de marketing da Rotterdam School of Management, Erasmus University. conhecido por seu trabalho em identificação organizacional e neuromarketing.

O brain impact ou impacto cerebral tende a reduzir com o excesso de “publicações vazias”.

Pense em quanto tempo é necessário para desenvolver um comercial? Quanto tempo se leva para discutir e implementar ações promocionais em pontos de venda? Quanto tempo se leva para o desenvolvimento de cursos que possam gerar transformação intelectual e econômica? Pense no tempo e no processo para incrementar a qualidade.

Marketing na Naturopatia

É especialização. Marketing na saúde é um âmbito especifico.

Envolve: atenção terapêutica:

Aqui, entre outros aspectos, devem ser descartadas publicações de conversas na forma de imagem. Podem gerar um efeito pejorativo, duvidoso, não convincente, além de comprometer o preceito da ética e confidencialidade.

Desenvolver modelos de negócios únicos. Formas diferenciadas de entregar os serviços e produtos: Aqui, não nos referimos apenas às embalagens. Nos referimos a modelos disruptivos.

Para pensar…

Veja se você conhece:

A natureza e os elementos de seu trabalho e produtos?

A experiência pessoal experimentada?

Os efeitos físicos permanentes ou temporais vivenciados?

Como se dão as ações tangíveis e intangíveis?

Publicado por naturopatasdobrasil

Comunidade Brasileira de Naturopatia. Notícias, tendências, divulgações científicas, saúde, bem-estar, beleza, sustentabilidade e ativismo social.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: