O que é um óleo essencial

O início dos estudos:

O termo aromaterapia é usado desde 1928, quando o químico francês René Maurice Gattefossé descobriu, por acidente, algumas preciosas propriedades da erva aromática lavanda.

Estava trabalhando na fábrica de perfume pertencente à sua família, quando sofreu uma grave queimadura nas mãos. Na busca urgente de um alívio, imediatamente mergulhou-as em um recipiente que continha o óleo essencial puro de lavanda. Para seu espanto, a dor se dissipou rapidamente e deu-se início ao processo de cura.

Ele pôde observar com essa experiência – à qual muitos chamam de acaso- que o óleo essencial era muito mais efetivo em sua composição natural do que os seus substitutos químicos sintéticos.

Nasceu então o termo aromaterapia, a terapia através dos aromas. Essa palavra pode ser mal interpretada, uma vez que sugere a forma de atuação dos óleos essenciais exclusivamente através do sentido olfativo e nas emoções.

Cada óleo contém uma combinação de constituintes químicos em uma estrutura única e exclusiva que interage com a química do corpo humano de maneira direta, atuando em certos órgãos ou em um sistema como um todo.

É importante reconhecer que os óleos essenciais têm modos distintos de ação e de inter-relação com o corpo humano nos campos fisiológico, farmacológico e psicológico.

Fisiológico: Os óleos essenciais atuam nos sistemas do corpo como sedativos ou estimulantes, contendo propriedades antisséptica, antibiótica etc.

Farmacológico: quando os óleos essenciais penetram na corrente sanguínea, ocorrem mudanças químicas no corpo, que reagem com os hormônios e as enzimas, provocando ações terapêuticas.

Psicológico: quando os óleos essenciais são inalados, ocorre uma resposta individual específica, com ação no estado emocional de resultado antidepressivo, calmante e diversos outros.

O que é o óleo essencial?

O óleo essencial é uma substância aromática existente em algumas espécies de plantas que proporciona importantes características, como seu aroma e sabor. É encontrado em várias partes de uma planta, como flores, folhas, frutos, talos, madeira, casca, sementes, resinas, bagas e raiz. Está contida no óleo essencial toda a energia que a planta recebe do sol. Pode-se dizer que é a essência vital da planta.

Esta substância protege a planta contra doenças, parasitas e muitos outros predadores. Por outro lado, atrai insetos para a efetivação da polinização reprodutiva.

Formas de utilização dos óleos:

Inalação, banhos, massagens, aplicações tópicas, compressas, gargarejos, vaporizações e aromatização de ambientes.

Misturas

Os óleos essenciais podem ser misturados e resultarem ou não, numa sinergia.

Alguns óleos essenciais e seus usos:

AfrodisíacoPatchouli, rosa, ylang ylang.
AntidepressivoCanela, gerânio, grapefruit, limão, olíbano, petitgrain, rosa, sálvia esclareia, tangerina, tomilho.
CalmanteAlecrim, camomila, citronela, gengibre, jasmim, laranja, lavanda, palmarosa.
Clareador mentalEucalipto, tangerina, tea tree, vetiver.
EstimulanteBergamota, cardamono, cravo, hortelã, pimenta, junípero, manjericão, pimenta negra, olíbano, patchouli, tomilho.
InsôniaLavanda, laranja, manjerona.
RejuvenescedorOlíbano, palmarosa, cedro.
RelaxanteCedro, cipreste, grapefruit, gerânio, jasmim, olíbano, sândalo, ylang ylang.

Indicações dermatológicas:

Alecrimacne, caspa, queda de cabelo.
Bergamotaacne, seborreia
Camomilaacne, antisséptico, clareador dos cabelos, hipersensibilidade.
Canelapiolhos, verrugas
Cardamomodetoxificação
Cedrocabelos oleosos, queda de cabelos, dermatites.
Cipresteadstringente, pele oleosa, suor nos pés, celulite, caspa, couro cabeludo oleoso.
Citronelafortalece os cabelos, repelente de insetos.
Cravoverrugas, micoses
Eucaliptobolha, queimaduras, antisséptico.
Gengibreativador da circulação
GerânioInflamações cutâneas, pele oleosa, tonificante.
Hortelã pimentaacne, dermatite, limpeza.
Juníperocelulite, dermatite, acne e desintoxica a pele.
Laranjatratamento de pele, celulite.
Lavandaeczema, regenerador celular, acne.
Limãopele oleosa, celulite.
Manjeronacicatrizante, anti-séptico
Olíbanopele inflamada, tônico, rejuvenescedor.
Palmarosahidratante, antiséptico, regenerador celular.
Patchoulipele envelhecida, ressecada, eczema.
Sálvia esclaréiarugas, peles envelhecidas, estimula o crescimento dos cabelos.
Tangerinacelulite suaviza a pele, pele oleosa.
Tea treecaspa, pele irritada, erupções cutâneas.
Tomilhosarna, queda de cabelo, seborréia, piolhos.
Vetiverpele oleosa suaviza a pele.
Ylang Ylangpele oleosa suaviza a pele.

Publicado por naturopatasdobrasil

Comunidade Brasileira de Naturopatia. Notícias, tendências, divulgações científicas, saúde, bem-estar, beleza, sustentabilidade e ativismo social.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: