Em estado de pânico, acione a respiração

Existem praticamente 4 tipos de respiração:

Alta– movemos os ombros e as clavículas.

Média– consiste em mover o peito.

Baixa– movemos o diafragma e todos os órgãos são empurrados dando lugar à ação dos pulmões. Massageamos todos os órgãos.

Completa– consiste em utilizar todo o aparato respiratório; desta forma nenhum órgão, músculo ou tecido atrofia por desuso.

A respiração completa começa na parte baixa, movendo diafragma e abdome, em seguida o peito, e finalmente as clavículas. Tudo isso num movimento contínuo.

Quando os pulmões estão cheios, retemos o ar e logo soltamos. Os pulmões proporcionam oxigênio ao sangue e este percorre todo o corpo através do sistema circulatório, nutrindo órgãos e retirando as impurezas que serão eliminadas através dos pulmões.

Se não respiramos corretamente, qualquer parte do nosso organismo pode ser afetada. Também não teremos prana (energia universal que dá vida à todas as coisas e que está em tudo em todas as partes).

No ar, está em estado livre. E é como a obtemos com maior facilidade.

No ser humano, é assimilado pelo sistema nervoso e utilizada como energia maravilhosa. Se acumula principalmente no cérebro e plexo solar.

Nosso pensamento, nossos atos, nossa força de vontade e nosso movimento físico utilizam essa energia maravilhosa, bem como nossos poderes sensoriais.

Como respirar melhor?

De preferência pelo nariz.

A via nasal tem o mecanismo de filtrar e aquecer o ar antes que ele chegue aos pulmões. Também evitamos resfriados e enfermidades que podemos assimilar pelo ar.

Os benefícios da respiração completa são incalculáveis.

A respiração movimenta a energia. Já as emoções, bloqueiam essa energia. Quando isso acontece o prana não se move.  Então, você fica doente.

Logo, é bom respirar conscientemente e recordar a todo instante que o poder está dentro.

O sofrimento:

Embora não o desejemos, o sofrimento é uma condição de desenvolvimento. Descobrimos forças que desconhecíamos.

Mas sabemos que o sofrimento também traz danos.

Ter ferramentas que permitam colocar a energia em ordem e saber usá-las é fundamental.

A respiração com consciência é uma forma de podermos equilibrar-nos energeticamente.

Chegamos a um ponto da evolução em que compreendemos que precisávamos manter-nos limpos fisicamente, até como prevenção às doenças. Agora compreendemos que precisamos manter-nos limpos energeticamente para prevenirmos e sanarmos outros tipos de enfermidades

Se há dor, ao inspirar retenha confortavelmente o ar e leve toda a consciência para a região da dor e ao exalar, visualize toda a liberação da dor do local. Faça não só como um processo mental, mas esforce-se para sentir isso fisicamente.

Se há alguma angústia, inspiro, retenho e solto; libero toda a angústia.

Evite deixar toda a responsabilidade de recuperação nos medicamentos.

Publicado por naturopatasdobrasil

Comunidade Brasileira de Naturopatia. Notícias, tendências, divulgações científicas, saúde, bem-estar, beleza, sustentabilidade e ativismo social.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: