A depressão do inverno

Como as mudanças de estações afetam nosso comportamento:

Você já deve ter observado algumas alterações do seu humor com as mudanças climáticas. Talvez tenha percebido uma alteração de comportamento com a chegada do inverno, por exemplo e uma maior alegria no verão.

Como somos a natureza, todas oscilações da incidência maior ou menor de luz, nos afetam.

TAE é a sigla para transtorno afetivo estacional, descrito pela primeira vez por Rosenthal, um psiquiatra sul africano, em 1984.

Ele falava de um padrão depressivo que se exacerbava nos períodos de outono e inverno. Uma síndrome caracterizada por depressão que recorre anualmente no mesmo período do ano, usualmente nos meses de inverno, sugerindo como tratamento a fototerapia.

O TAE já integra o grupo do Distúrbio Depressivo Maior e é  cadastrado no código Internacional de Doenças pelo CID F33-8.

A maioria dos pacientes com TAE experimenta sintomas atípicos em relação ao padrão depressivo, incluindo necessidade maior de sono, fissura por carboidratos, aumento de apetite e peso, e fadiga extrema. Observa-se tendência familiar e apresentação semelhante entre gêmeos. E de fato, para esses casos, a fototerapia tem apresentado resultados significativos.
A etiologia e a fisiopatologia do TAE não estão totalmente compreendidas ainda, embora existam hipóteses que relacionam a condição ao período de luz solar, alterações no ciclo circadiano e, subsequentemente, à secreção de melatonina. O marca-passo circadiano regula as alterações sazonais no comportamento por meio da transmissão de um sinal sobre a duração do dia às outras partes do organismo. 

O aumento do número de horas de luz solar produz mudanças emocionais que são explicadas por mudanças neuroendócrinas. A luz estimula a produção de serotonina e suprime a produção de melatonina. Ambos os hormônios são a chave para regular os ciclos biológicos (sono-vigília, apetite …) e são decisivos no humor.

A diminuição da melatonina diminui a necessidade de sono, evita a sonolência e aumenta a nossa energia. O aumento da serotonina acalma, regula o apetite, promove o bom humor e melhora o sono. Ambas as situações podem ou não ser úteis, dependendo do momento de nossa vida em que ocorrem.

O que poucos sabem é que o mesmo quadro pode acometer outras pessoas na fase oposta, ou seja no período da primavera e do verão. Alguns sintomas comportamentais da depressão do verão tendem a ser opostos aos da depressão de inverno. Por exemplo, os indivíduos que sofrem depressão na época do verão tendem a dormir menos e perder peso.

A Naturopatia tem como um dos pilares, a medicina de Hipócrates.

Hipócrates, conhecido como o pai da medicina moderna, já descreveu a importância das mudanças sazonais na formação de algumas doenças e lançou as bases para o estabelecimento do conceito de transtornos afetivos estacionais.

Castro (2000) afirma que desde Hipócrates, sabe-se que nas mudanças de estações e principalmente na entrada do inverno, as doenças circulatórias e respiratórias são mais frequentes e perigosas nos idosos e nos pacientes portadores de doenças cardíacas como: pressão alta, angina do peito, infarto do miocárdio, acidente circulatório cerebral e má circulação nas pernas.

Artigos científicos indexados em revistas científicas de prestígio internacional correlacionam os efeitos da sazonalidade climática com as doenças cardiovasculares.

Aqui estão algumas recomendações, para que você experimente esta mudança sazonal de forma estimulante e saudável, e não se deixe levar por um estado de tristeza com a chegada do inverno.

Faça uma alimentação saudável e variada. Não caia na armadilha de abandonar a qualidade da sua alimentação por preguiça, relutância, comer fora de casa … ou pior ainda, para atingir em poucos dias aquelas metas que prometem dietas milagrosas tão indesejáveis.

Consuma alimentos ricos em triptofano como feijões, grãos, banana, mel, abacate, queijo entre outros. Parte desse triptofano vai para o sistema nervoso, participar na formação de serotonina, neurotransmissor do bem-estar.

Mantenha-se hidratado, embora a sensação de sede seja menor.

Tenha disciplina com os horários das refeições.

O melhor exercício para essa época do ano é a pratica de atividades ao ar livre, como a caminhada. O exercício ao ar livre é um excelente regulador do seu estado emocional.

Exercite a sua mente com leitura

Tenha uma boa higiene do sono e que suas horas de sono não sejam nem poucas nem muitas, mas sejam ideais às suas necessidades.

Publicado por naturopatasdobrasil

Comunidade Brasileira de Naturopatia. Notícias, tendências, divulgações científicas, saúde, bem-estar, beleza, sustentabilidade e ativismo social.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: