Manejo do stress

As adrenais são as glândulas do stress. Permitem ao organismo a lidar com situações adversas, desde uma lesão, até com relação à atividade física intensa.

São o “motor do carro”. A tireoide é o acelerador.

Quando as glândulas adrenais não conseguem acompanhar o ritmo do stress há a fadiga adrenal.

Sabemos que o stress é necessário e existe para nossa proteção, defesa e ação. Mas deve durar poucos instantes.

Indivíduos mais propensos à fadiga adrenal:

Perfeccionistas

Com repouso insuficiente

Com poucas oportunidades de relaxamento

Função biológica do stress

Você pode mudar a situação

Você pode adaptar a situação

Você pode abandonar a situação

Em muitos estágios adiantados, apenas pela alimentação e força de vontade, já não é possível reverter o hábito do funcionamento com base na liberação de cortisol no organismo. Tornam-se necessários métodos coadjuvantes como o uso de vitaminas, antioxidantes e minerais.

Os efeitos do stress podem ser previsíveis ou não, considerando que cada um de nós tem uma forma de ser e adoecer.

Temos uma sanfona genética, e podemos tocar uma boa ou uma má música. Mas podemos interferir no movimento de adoecer progressivo. Por isso, os padrões de qualidade no atendimento naturopático dizem respeito aos processos. A aplicação do tratamento em si, será sempre individualizada.

Quando nascemos temos um cortisol muito alto, para a captação do novo panorama, para o sistema neural de captação. Depois, é importante percebermos a ação do cortisol e os efeitos nocivos.

Diabetes

Vamos citar o diabetes como uma resposta a uma fadiga adrenal intensa.

Quando o diabetes surge, todo o processo metabólico de ajuste refinado de açúcar sanguíneo é alterado. Dependendo do tipo de diabetes existe tanto a possibilidade de que haja uma produção insuficiente de insulina como a possibilidade de que o corpo perca a habilidade em utilizar a insulina produzida pelo pâncreas.

De todas as desordens metabólicas que afetam os seres humanos, o diabetes é àquela que é mais afetada pelos hábitos de vida do indivíduo. Tanto a dieta como a atividade física, hábitos pessoais, gerenciamento do stress, estados emocionais e a escolha ou não em adotar um programa de suplementação nutricional irão determinar o destino dessa pessoa.

Como resposta ao stress contínuo, temos registrado um número crescente de casos de herpes e outras doenças desencadeadas por redução da imunidade associadas a este estímulo constante.

Os suplementos passam a ser usados, numa tentativa de melhorar o estado geral. Sem conhecimento adequado, há um investimento em vários tipos de vitaminas, que podem até não gerar nenhum prejuízo, mas não trazer nenhum benefício direto.

Como agente imunomodulador e ação anti-inflamatória natural, temos o exemplo da Echinacea purpurea, com conhecido uso terapêutico. Sua composição de ativos é variada, apresentando compostos terpenóides, compostos fenólicos, flavonoides, polissacarídeos e compostos azotos. Essa união de ingredientes atua de forma sinérgica, resultando nas atividades farmacológicas que a espécie propõe. Dentre as atividades de destaque, a Echinacea purpurea demonstra atuar com atividade imunomoduladora, o que garante o combate de infecções que atingem também o trato respiratório. Além disso, demonstra atividades antifúngica, antibacteriana, antioxidante, anti-inflamatória e anticancerígena.

Echinacea purpurea age modulando o sistema imunológico humano, potencializando os sistemas de defesa a fim de combater o processo infeccioso causado por vírus e bactérias. Seu uso também é eficaz na modulação da produção de citocinas inflamatórias, resultando no alívio dos principais sintomas causados por patógenos.

Age como “cortisona like”. Sua função alquilamida promove um aumento da secreção de hormônios do córtex da supra renal.

Seus polissacarídeos estimulam a fagocitose (macrófagos), além de estimular a produção de compostos imunoestimulantes (FNT- fator de Necrose Tumoral, interferon e interleucina 1), ativam também linfócitos T killer e aumentam a proliferação das células T.

Com a sugestão de leitura da semana no Instagram @naturopatasdobrasil queremos chamar a atenção para o conhecimento e manejo do stress (um agente causador de doenças graves). Vale ressaltar que algumas técnicas usadas na Naturopatia trazem bem-estar e conforto. Não significa, entretanto, que gerem mudança de comportamento por si só. Dependendo do nível de cortisol no organismo, alterações endógenas importantes já estão em andamento.

Publicado por naturopatasdobrasil

Comunidade Brasileira de Naturopatia. Notícias, tendências, divulgações científicas, saúde, bem-estar, beleza, sustentabilidade e ativismo social.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: