Mudrás: gestos psicofísicos

Mudrá é um gesto psicofísico, que sela um circuito energético.

Pode ser feito com as mãos, e ao unir os dedos entre si, forma-se uma espécie de “anel” onde a energia se concentra. Os gestos permitem uma tomada de consciência física e psíquica. Falar que somos energia parece banalidade. Mas somos. Uma vez que a matéria é uma condensação de energia. E assim somos.

Quando entendemos a natureza fractal, onde as partes separadas repetem os traços do todo, fica menos difícil perceber-se como algo constituinte de uma parte maior que está o tempo todo em interação.

Somos únicos, unidades biológicas independentes, mas em interatividade e relação de interdependência com o todo. Nessa relação se dá a ação dos mudrás. Na união entre os dedos, há uma intenção ou vibração particular que nos coloca no posicionamento correspondente. Aqui, vamos abrir um parêntesis:

Todas as Filosofias descritas nos Vedas, e o Yoga é uma delas, não se presta a consertar coisas. Fazer um mudrá, após uma ação ruim ou vocalizar um mantra para prejudicar a outro.

Um dos mudrás mais conhecidos é aqueles em que as mãos aparecem unidas. Usado para orações e também como gesto de reverência. Simbolicamente, dois lados duais se unem e tornam um só.

Outro mudrá muito conhecido é aquele usado nas práticas meditativas, onde dedos polegar e indicador aparecem unidos. Traz profunda calma, relaxamento, estimulando a concentração, sabedoria e conhecimento.

Simbologia dos dedos das mãos:

Polegar:

Ele representa Deus, o fogo, o meridiano do pulmão, o planeta Marte, a força de vontade, a lógica, o ego e o “eu superior”. Nossa essência divina é representada no polegar.

Indicador:

O éter, a garganta, o intestino grosso e o meridiano do estômago, o planeta Júpiter, o dom do comando, inspiração e intuição, também o poder do pensamento. O indicador representa os diferentes humores.

Dedo médio

O planeta Saturno, paciência e controle emocional, o chacra cardíaco, a vesícula biliar, o elemento ar. O dedo médio representa a energia necessária para a ação e uma vida em harmonia.

Anelar:

O dedo do Sol, simboliza vitalidade, energia e saúde, o chacra raiz, vida familiar e questões de amor, serenidade e esperança, fígado, elemento terra e a força necessária para nos proteger e defender nosso território.

Dedo mínimo:

O planeta Mercúrio, comunicação e criatividade, o segundo chacra, o “eu inferior”, o elemento água. O dedo mínimo representa nossa capacidade de interagir com outras pessoas.

Publicado por naturopatasdobrasil

Comunidade Brasileira de Naturopatia. Notícias, tendências, divulgações científicas, saúde, bem-estar, beleza, sustentabilidade e ativismo social.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: