Empreendedorismo e gestão

Nos últimos dois anos, um grande número de pessoas passou a ter mais atividade nas mídias sociais, em todos os segmentos de mercado. Na área de saúde não foi diferente. Inclusive nas práticas integrativas. Hoje vamos falar a respeito das diferenças entre ser um empreendedor e saber gerenciar.

Ter um espírito empreendedor tem a ver com inovar. Um exemplo, é você lançar um produto que o mercado já absorveu, mas entregá-lo de forma diferente. Empreender tem ligação com mudança disruptiva. Andar num carro que não é o seu e pagar por este serviço, já era algo conhecido por todos. Tornar tudo isso mais simples, mais cômodo, transformando não consumidores em consumidores, foi a mudança empreendedora e disruptiva da Uber. Quem faz a gestão, é responsável pela administração. Um trabalho diário que difere da criação. Garantir a funcionalidade de tudo. Também são necessárias qualidades parecidas com as do empreendedor, como liderança, responsabilidade e determinação.

Mas são todos os detalhes da engrenagem juntos fazem um carro funcionar bem. Na Naturopatia o espírito empreendedor e a gestão são confundidos como uma só coisa. E, via de regra, o profissional que faz o atendimento clínico é o mesmo da contabilidade, do marketing, da gestão de processos, controle de qualidade, atendimento ao cliente e comunicação. Todas essas áreas são técnicas. E então, surgem todas as deficiências esperadas.

O empreendedor converte uma ideia em negócio. Ele é o dono do negócio, portanto assume todos os riscos financeiros e outros. Quem faz a gestão trabalha por um salário combinado. O foco de um empresário está iniciar e expandir o negócio. Um gestor em saúde se concentrará no bom funcionamento diário do negócio. O empresário pode ser mais descontraído e informal em seu papel. O gestor lida com formalidades. O gestor monitora riscos, antecipando-se a eles. É um processo contínuo de fazer coisas. Remete à funcionalidade e melhorias. Mesmo uma ideia inovadora, precisa funcionar bem. Uma situação hipotética é você ter um capital guardado, fruto de suas economias, e que resolve investir no setor de cosméticos naturais. Algo que já é feito por um grande numero de pessoas, mas que você um modelo disruptivo de negócios, realmente inovador. Sem um gestor de negócios na saúde, que seja especialista nesses processos, há uma grande possibilidade de sua marca não atingir os resultados esperados. Uma análise resumida pode mostrar deficiências em: Fabricação; controle de qualidade; marketing; comunicação; funcionalidade do produto; funcionalidade da embalagem; legislação; identidade visual; proposta e público alvo; pontos de venda; pós-venda; fatores na decisão de compra da marca; experiência de compra com o produto.

 
 

Publicado por naturopatasdobrasil

Comunidade Brasileira de Naturopatia. Notícias, tendências, divulgações científicas, saúde, bem-estar, beleza, sustentabilidade e ativismo social.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: