Reiki não é milagre. É tratamento.

Colab Deise Veek.  Revisão técnica Chris Buarque.  Revisão geral Claudia Lopes

Os últimos acontecimentos na saúde mundial, fizeram com que nós começássemos a compreender e tomássemos consciência da nossa origem. Estamos no despertar espiritual e possuímos laços ligados além da matéria física. Como inspiração, podemos citar a teoria de Einstein de que a matéria se transforma em energia e é ela que nos influencia e nos modifica. (Teoria da Relatividade Especial, 1905, Albert Einstein)

 “O corpo físico é uma massa de energia e os problemas de saúde são o seu desequilíbrio.” (Reiki-Sistema Tradicional Japonês- Johny De’ Carli). Precisamos ver o nosso corpo como as matrioskas, as tradicionais bonequinhas russas, composto por várias camadas, e ao trabalharmos com o tratamento de uma patologia, é importante a desconstrução dessas camadas, para chegarmos na origem da doença, no bloqueio do fluxo vital.

Tudo em nossa volta é formado por uma energia vital, que é a energia que nos mantem vivos. Os japoneses chamam a energia vital de Ki, os hindus de prana, os chineses de chi. Eu gosto de usar as expressões prana e/ou chi. O fato é que sem essa energia nós não estaríamos aqui.

Quando essa energia está viva em nós, fluindo em seu ritmo natural, sentimos que estamos vivendo nosso propósito e as coisas na nossa vida fluem de forma mais harmônica em todos os campos.

Quando essa energia está bloqueada diz respeito ao quanto carregamos de bagagem emocional muito pesada, traumas, mágoas, tristezas, ou quando alguma área da vida parece não estar fluindo. Bloqueios não tratados se transformam em doenças físicas e emocionais.

Pesquisadores da Universidade da Califórnia, Shamini Jain, especialista em prevenção de câncer, e Paul Mills, psiquiatra, decidiram fazer uma revisão geral da eficácia das chamadas terapias do bio campo, incluindo Reiki, terapia do toque, toque terapêutico, bio massagem, Tai Chi, Gi Gong, passe e oração por imposição de mãos.  As terapias do bio campo geralmente oferecem resultados muito além dos prometidos pelos tratamentos convencionais, baseados em psicoterapia e em medicamentos. Essas modalidades de terapia complementar afirmam utilizar a energia sutil do corpo – o bio campo – para ativar os processos de cura do próprio organismo. Quanto aos resultados dos estudos, os dois cientistas encontraram fortes evidências de que as terapias do bio campo reduzem a intensidade da dor em populações não hospitalizadas. Os resultados dessa análise, foram publicados no periódico médico Journal of Behavioral Medicine.

O Reiki é uma técnica considerada como terapia integrativa, um sistema natural de harmonização e reposição energética. Rei significa universal e refere-se ao aspecto espiritual, à essência energética cósmica (permeia tudo que existe), enquanto Ki é a energia vital individual de todos os organismos vivos. Reiki é a união harmônica dessas duas energias.

O método é reconhecido pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e também é aplicado no sistema único de saúde (SUS) do Brasil, portaria nº 849, de 27 de março de 2017, através do projeto de política nacional de práticas integrativas e complementares, que contempla outros tratamentos, como meditação, arteterapia, musicoterapia, tratamento naturopático e quiropraxia.

O Reiki é de uma simplicidade que perturba quem não conhece. Mas é uma técnica.

No momento em que o terapeuta (ou mestre reikiano) estende suas mãos sobre partes do corpo do interagente para canalizar energia vital universal, ele busca restaurar o equilíbrio físico, regularizar suas funções vitais e equilibrar o campo mental e emocional.

Não podemos nos esquecer de que se uma célula está funcionando mal, é porque os átomos que a formam também estão em desarmonia. E átomos são sistemas de energia, para restaurar a saúde dos campos físicos e energéticos.

Visando o equilíbrio, nossos átomos necessitam do abastecimento de dois tipos de energia: a KI que absorvemos da natureza através do ar, da água, dos alimentos, da terra, etc. Nossa energia KI pode ser equilibrada de diversas formas, como por meio dos florais e da homeopatia por exemplo.

A outra energia, a REI, é captada e será equilibrada pela prática da meditação, do amor e da sabedoria. Quanto mais prática o mestre possuir, maior será a facilidade em “captar Rei” para suas aplicações de Reiki.

Reiki não é milagre. Reiki é tratamento.

Nós possuímos a nossa cura, pois somos a união dessas duas fontes!

Fontes de referência:

Carli, De’ Johnny. Reiki, Apostilas Oficiais,2013. Ed. Isis, Ltda. RJ

Carli, De’ Johnny. Reiki,Sistema Tradicional Japonês,2017. Anubis, SP.

https://brasilescola.uol.com.br/biografia/albert-einstein.htm

https://www.cetn.com.br/imprensa/explicacaocientificasobrereiki

https://www.diariodasaude.com.br/biocamposverdadesemitos

https://www1.folha.uol.com.br/fsp/ciencia/fe2210200603.htm

https://www.minhavida.com.br/bem-estar/tudo-sobre/35701-reiki

Publicado por naturopatasdobrasil

Comunidade Brasileira de Naturopatia. Notícias, tendências, divulgações científicas, saúde, bem-estar, beleza, sustentabilidade e ativismo social.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: