Vamos falar sobre “número 2” e bem-estar?

Pudor e tabu ainda estão presentes quando o assunto é o tão comum – afinal, quem não o faz? – cocô. Ou, timidamente falando, o número 2. Fezes é o seu termo mais técnico. E, sim, é uma coisa muito pessoal. Muito sua. Pois trata-se de uma biomassa bacteriana composta por micro-organismos vivos e mortos, água, carboidratos, fibras, proteínas, gorduras e células mortas locais. O fato é que fazer o número 2 pode gerar constrangimento. Você mesmo pode não se sentir bem ao entrar em um banheiro com odor fétido deixado por uma outra pessoa. E, como dizemos, tá tudo bem. O assunto é tão sério que algumas pessoas começam a evitar passeios ou, pior!, passam a conter essa vontade fisiológica. O que, sem dúvida, traz consequências sérias para a saúde do corpo. (Mas isso é assunto para outro dia!) Já aconteceu algo parecido com você?

Sim, fezes cheiram mal. Umas muito mais do que outras. Na maioria das vezes, é um cheiro familiar. E fezes com odor extremamente desagradável e anormal podem ser causadas por certas condições, como, por exemplo, mudança na dieta, presença de parasitas ou até mesmo uma infecção. A ansiedade de fazer cocô já aparece clinicamente como queixa. As questões relacionadas são variadas. Vão desde o medo de pegar alguma bactéria, a ausência de conforto, de higiene adequada após eliminação das fezes, à vergonha de deixar um odor muito ruim no banheiro. O tabu do cocô é tão grande que rende obra literária, a exemplo de Psychology in the Bathroom, de Nick Haslam.

Fazer cocô faz parte da felicidade. 90% da serotonina produzida pelo organismo é fabricada no intestino. Há uma estreita relação entre humores e fezes. Você sabia disso? Como evoluímos no processo de civilidade, ir ao banheiro não deve se tornar um desafio de sobrevivência a quem irá usar o banheiro depois de você. Hoje já temos alternativas como sprays odorizadores, que cabem no seu bolso. Você borrifa 5 vezes antes de usar o vaso sanitário e pode fazer o número 2 com bem-estar. Para nós, Naturopatas e profissionais da saúde com consultórios e clínicas, trata-se de um item indispensável.

Vamos seguir falando do tema? O que você gostaria de ler por aqui associado à higiene pessoal e saúde intestinal?

Este conteúdo é apoiado pela FreeCô, o primeiro bloqueador de odores sanitários do Brasil. Saiba mais aqui (LINK: https://www.freeco.com.br/).

Publicado por naturopatasdobrasil

Comunidade Brasileira de Naturopatia. Notícias, tendências, divulgações científicas, saúde, bem-estar, beleza, sustentabilidade e ativismo social.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: