Quando a Naturopatia vai melhorar:

Texto: Chris Buarque

Quando os profissionais conhecerem o que rege:

O livro do Imperador Amarelo

Os Vedas

A medicina de Hipócrates

E pararem de jogar luz sobre a “medicina moderna”. O fim das analogias e depreciações. Onde colocamos luz, cresce!

Quando interromperem o “show de fogo com ventosas” que assustam possíveis clientes.

Quando entenderem que publicação de sangrias têm relação direta com ambiente clinicamente preparado e que limpeza, assepsia, desinfecção e esterilização são técnicas diferentes e complementares.

Quando as Escolas formadoras interromperem o círculo vicioso que insiste na divulgação de “uso de pedras sobre roupas” e conceitos semelhantes. Conhecimento é algo que se atualiza e no caso deste, já fazem mais de 15 anos. É Litoterapia. É estrutura química e partículas físicas em interação com Anatomia, Fisiologia e Bioquímica. Não é “processo mágico”.

Quando explicarem que lipolítico e lipofílico são designações com significados completamente diferentes, tal qual ocorre com outras situações semelhantes.

Quando óleo essencial deixar de ser “uma marca” e passar a ser um tratamento com amplitude neuro-física-social.

Quando houver entendimento que anamnese não é um questionário. É uma conduta que corre como um fluxo natural numa consulta.

Quando houver a aceitação pelo próprio profissional, de que Naturopata não é médico. E nem deve tentar sê-lo. Cada um na sua competência.

Quando opiniões pessoais sobre a Naturopatia perderem espaço para aquilo que a Naturopatia já é. Naturopatia não precisa de sobrenome.

Quando houver o entendimento de que “nem tudo” é Naturopatia. Mesmo porque nem tudo que reluz é ouro.

Quando não houver mais a necessidade de uso de estereótipos para acolher o “místico” que há em cada um. Naturopatia é clínica.

Quando houver aceitação que é pra frente que se anda. Se tiver parado e bem acomodado, está descendo.

Quando houver entendimento de que não é só “não gerar males” mas gerar muitos benefícios ao paciente.

Quando houver a aceitação de que o holístico envolve tudo, inclusive Economia, Tecnologia, Linguagem, Comunicação, Relações diplomáticas, Educação, Conhecimento, o mental, o emocional, o espiritual. Toda a “Organicidade”.

Quando todos os profissionais entenderem a importância de não assinar nada sem ler. Isso também é política.

Quando for compreendida a nova era das relações: Visão e atitude participativa. Atuar em Comunidade. Comunidade não é rótulo para Instagram. Comunidade é uma realidade empresarial.

Quando houver o entendimento de que o respeito que se pede é o respeito que deve ser outorgado.

Chris Buarque

Diretora Científica da Comunidade Brasileira de Naturopatia

@chris_buarque

Publicado por naturopatasdobrasil

Comunidade Brasileira de Naturopatia. Notícias, tendências, divulgações científicas, saúde, bem-estar, beleza, sustentabilidade e ativismo social.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: