A Hidroterapia em nossas vidas

A “hidroterapia” tem origem nas palavras gregas hydro (hydor, hydatos = água) e therapéia (tratamento). É uma terapia que utiliza a água em todos os seus estados físicos, como meio de tratamento para diversos tipos de patologias e desconfortos.

A água com um fim terapêutico, faz parte de nossas vidas. Nós a usamos em nossa rotina sem que muitas vezes nos apercebemos disso. Um exemplo é quando batemos em algum lugar, principalmente as crianças, colocamos gelo. O gelo nada mais é do que a água em estado sólido. Causa uma vasoconstrição, não permitindo que que o fator inflamatório entre em cena demasiadamente. Dessa forma, colabora desinchando e dissipando a dor. Outro exemplo comum seria o oposto. Quando em razão de uma cólica menstrual, usamos uma bolsa de água quente no baixo ventre para aliviar a dor e trazer conforto. Existem outras tantas técnicas passadas de geração a geração até os dias de hoje. Arquivos históricos relatam o uso da água como  proposta terapêutica desde 2.400 aC, como relatado no livro Baruch, S. An Epitome of Hydrotherapy.Philadelphia:, WB Saunders; 1920:45-99:151-198.

O mecanismo de resposta ao estímulo da água se dá através dos receptores sensoriais que estimularão uma ação fisiológica e bioquímica que irá promover a homeostase do corpo. Logo descobriu-se que água era um excelente solvente onde podiam diluir seus preparados de ervas para variados fins, não apenas terapêuticos. A água traz a sensação de limpeza, de fluidez, de versatilidade e vida. Hoje em dia com mais pesquisas e mais tecnologia, descobrimos que suas propriedades vão muito mais além do que apenas o gelo e a bolsa de água quente. Os principais mecanismos de ação da hidroterapia são percebidos sobre os sistemas: circulatório, linfático, cardiovascular, tegumentar e urinário. Um dos métodos mais utilizados dentro da Naturopatia que usa-se da hidroterapia, é a técnica hidrocólonterapia.  Um procedimento de limpeza do intestino grosso onde se insere  água morna pura, via cânula, através do orifício anal. A água vai “varrer” restos de fezes por vezes acumuladas por longos perídios nas paredes do intestino, bem como a eliminação de toxinas. Há o estimulo do sistema imunológico, revitalização, regeneração e renovação das células não só intestinais mais do corpo todo, uma vez que beneficia o sistema linfático, circulatório e melhora a absorção intestinal. 

Vamos a alguns exemplos que podemos fazer em casa para benefício da saúde mental e física.

Nos casos de sinusites e rinites usar o vapor da água quente com 2 ou 3 gotinhas de óleo essencial Eucalypto globulos vai desinflamar, limpar e fluidificar o muco tanto dos pulmões como dos seios nasais. 3 ou 4 vezes ao dia. 

Um “simples escalda-pés” feito com água quente e sal grosso depois de um dia exaustivo de trabalho, pode funcionar como um mini SPA. Use uma bacia com água quente que vá até o tornozelo. Vai trazer relaxamento e diminuição do ritmo cardíaco, causando um grande relaxamento.

Dores de cabeça e febre? Uma bacia com água quente (temperatura tolerável a cada pessoa) para os pés e uma bolsa com gelo colocada sobre a testa por aproximadamente 15 min.

Precisa estimular seu sistema imunológico e oxigenar mais o corpo? Tome uma ducha normalmente quente. No final do banho mude a temperatura para fria e fique por 30 segundos, para sentir a vitalidade circular seu corpo.

Texto: Júlia Assunção – Membro da Comunidade Brasileira de Naturopatia.

Publicado por naturopatasdobrasil

Comunidade Brasileira de Naturopatia. Notícias, tendências, divulgações científicas, saúde, bem-estar, beleza, sustentabilidade e ativismo social.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: